Certificação I-REC: por que sua empresa precisa?

Entenda o que é, com funciona e os benefícios da Certificação I-REC para empresas

Navegue pelo Conteúdo

I-REC:

Sabemos que, no sistema elétrico nacional interligado, todas as usinas que compõe nossa matriz energética injetam energia continuamente na rede de domínio do Operador Nacional do Sistema (ONS), sejam elas de fontes renováveis ou não.

Então, como você poderá garantir de qual fonte seu empreendimento foi abastecido? De que forma você comprovará a quantidade da emissão de Gases de Efeito Estufa, já que a energia “perde a identidade” ao entrar na rede de distribuição?

Para responder essas perguntas, apresentarei os I-RECs e como o sistema do International REC Standard possibilitou maior confiança entre os participantes do mercado energético, quanto à origem e aos impactos da sua energia consumida. Vamos começar?

O que é o I-REC?

Como dito anteriormente, no sistema elétrico nacional interligado (Grid), a energia de fontes renováveis se misturam com as convencionais.

Diante da necessidade de comprovar a origem da energia consumida pelo usuário, o Certificado Internacional de Energia Renovável, ou I-REC (International Renewable Energy Certificates), surgiu como uma ferramenta que garante a rastreabilidade da energia proveniente de fontes limpas.

Para isso, o emissor oficial do Brasil é responsável por registrar as usinas de fontes renováveis participantes e intermediar a emissão dos RECs de acordo com a geração dessas usinas protocoladas.

O resultado desse procedimento é a confiabilidade do registro dos certificados, evitando assim a duplicidade de dados, ou seja, a energia limpa e registrada foi consumida exclusivamente pelo seu empreendimento.

Confira as informações que constam nos certificados:

  • O volume (em MWh) certificado ao usuário no intervalo de tempo registrado;
  • A usina geradora responsável por alimentar tal consumo;
  • O comprometimento do usuário em não emitir gás carbônico ( ) na atmosfera.
PCH Macabu - Usina Certificada pelo I-REC

PCH Macabu – Usina Certificada pelo I-REC

O I-REC Standard e a obtenção dos certificados

 

A plataforma International REC Standard é a ferramenta que possibilita o registro e a comercialização dos certificados entre os participantes, sob os mesmos padrões dos RECs de outros países.

O sistema reconhece três tipos de usuários:

  • Emissor: entidade que controla o registro de instalações de geração (usinas) e emite I-RECs com base na geração relatada. Hoje, o emissor oficial do Brasil é o Instituto Totum;
  • Registrante: indivíduo ou organização responsável por registrar as usinas na plataforma e solicitar a emissão de certificados em seu nome;
  • Participante: qualquer organização que possua uma conta no registro I-REC que pretende manter ou negociar certificados com outros Participantes.

A comercialização de I-RECs entre os participantes ocorre de maneira livre entre as partes, com volume e preço pré-fixados no momento da negociação.

1 Certificado equivale a 1 MWh e os preços de venda e compra variam de acordo com a necessidade de cada participante. Por exemplo, um certificado de fonte fotovoltaica poderá valer mais que a fonte hídrica, por conta de sua escassez na matriz energética.

Usina Solar de Itaperuna - CERTIFICAÇÃO I-REC

Usina Solar de Itaperuna

Caso o consumidor final deseje apenas adquirir (aposentar) os benefícios dos certificados, nós da Quanta podemos criar uma conta específica para a aposentadoria dos I-RECs às unidades solicitadas pelo cliente, enquanto ele continua focado em seu negócio.

Vale ressaltar que só é possível resgatar os atributos dos certificados caso eles tenham sido aposentados ao usuário final. Após a aposentadoria, os certificados não poderão ser transferidos a outro usuário.

Os benefícios do I-REC

A tendência mundial hoje é de maior responsabilidade socioambiental entre todos que compõem a sociedade. O objetivo é amenizar a mudança climática, diminuir emissão dos Gases de Efeito Estufa (GEE), garantir a sustentabilidade e adotar medidas que beneficiem o meio ambiente.

Dessa forma, o consumo de energia renovável se tornou chave para as empresas que querem acompanhar a tendência de mercado e agregar valor aos seus produtos e serviços.

Segundo dados do Sistema FIEP (2019), 87% dos consumidores brasileiros preferem comprar de Empresas Sustentáveis. Diante disso, os certificados I-RECs garantem que sua empresa estará entre as favoritas por esses consumidores. Afinal, quem não gostaria de fazer negócio com uma empresa compromissada com as questões ambientais?

Além disso, os certificados passaram a ser utilizados como reporte das emissões de Escopo 2 (emissões indiretas pelo consumo de energia) no Programa Brasileiro GHG Protocol. Isso quer dizer que para as empresas que não consomem 100% de sua energia de fontes renováveis, mas desejam informar a compra e uso de energia limpa, é possível apresentar os RECs como comprovação de verificação, a partir da diferença entre o volume de energia renovável e a quantidade total de energia consumida através do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Em termos gerais, a soma dessa tendência mundial com crescimento da demanda por certificados I-RECs resulta no incentivo por investimentos em fontes limpas de energia. Como consequência, a matriz energética está se tornando cada vez mais diversificada, proporcionando maior economia e liberdade de escolha dos consumidores sob qual fonte de energia ele quer para o seu empreendimento.

Foto_blog_I-REC_quanta_geracao

Crescimento do uso de I-RECs no Brasil

Segundo dados do REC Market Meeting (2019), o Brasil é o segundo maior emissor de I-RECs no mundo, ficando atrás somente da China. Esse retrato mostra como o interesse voluntário das empresas por energia renovável cresce expressivamente, o qual reflete a preocupação dos empreendimentos em acompanhar a tendência mundial e os novos padrões de comportamento no mercado de energia frente à sustentabilidade.

Os gráficos 1 e 2 a seguir representam o crescimento das usinas registradas no I-REC Standard e de que forma estão distribuídas entre as fontes de energia, até o ano de 2020.

grafico_I-REC

Fonte: Instituto Totum

grafico_I-REC

Fonte: Instituto Totum

Conclusão

É notável que no âmbito da energia há uma crescente preocupação em garantir o acesso a energia acessível, confiável, sustentável e moderna para todos, como forma de garantir o desenvolvimento econômico e socioambiental.

Como solução para controle e incentivo do uso de energia limpa, os certificados internacionais de energia renovável garantem que sua empresa acompanhe essa tendência mundial a favor do desenvolvimento sustentável

Gostou do conteúdo? Compartilhe o texto nas redes sociais e fique por dentro dos próximos assuntos no nosso blog.

Pedro Siddhartha

Pedro Siddhartha

Comercialização de Energia

Comercialização de Energia

Deixe uma resposta