Combustível do futuro: Saiba mais sobre Hidrogênio Verde

Navegue pelo Conteúdo

Apontado como a melhor solução para descarbonização dos setores poluentes, o uso do Hidrogênio Verde (H2V) vem ganhando força e importância mundial por estar alinhado aos princípios da sustentabilidade e da preservação do meio ambiente.

O que é Hidrogênio Verde e como ele é obtido

Hidrogênio verde é um termo utilizado para se referir ao hidrogênio obtido a partir de fontes renováveis, num processo que não há a emissão de carbono. Diferente dos combustíveis fósseis.

São exemplos de fontes renováveis: hídrica (energia da água), solar (energia do sol), eólica (energia do vento), biomassa (energia de matéria orgânica) e outras.

A obtenção do Hidrogênio Verde ocorre por meio de um processo químico conhecido como eletrólise, que consiste na decomposição das moléculas de água (H2O) em oxigênio (O2) e hidrogênio (H2). Este método utiliza a corrente elétrica para fazer essa separação. Logo, se a eletricidade utilizada for obtida de fontes renováveis, então a energia produzida será uma energia sem emissão de gases do efeito estufa (GEEs), sendo considerada uma energia limpa. 

Outros tipos de Hidrogênios

O hidrogênio é separado em cores de acordo com a fonte, o processo e a matéria-prima utilizada para sua produção, confira os tipos existentes em nosso esquema abaixo: 

Hidrogênio Verde e outros tipos

Oportunidades e desafios

Atualmente, a produção de hidrogênio verde a partir de energia solar e eólica, vem sendo avaliada como a forma mais barata de produção, com expectativas de que o Brasil, em 2050 produza o hidrogênio verde mais barato do mundo, podendo custar a metade do preço de produção do hidrogênio cinza.

Brasil se destaca com expectativa de baixo custo de produção de hidrogênio verde para 2050.

Entretanto, para que isso ocorra é necessário contornar as limitações da geração solar e eólica, que devido a intermitência, podem prejudicar o processo de eletrólise, que precisa de suprimento contínuo e intenso de energia elétrica, não podendo ser interrompido pela passagem de nuvens no céu ou pela falta de vento em algum momento do dia.

Sendo assim, uma solução que vem sendo avaliada para contornar esta intermitência das fontes solar e eólica é o uso de baterias de Lítio de segunda vida, que tem previsão de ganhar espaço no mercado mundial nas próximas décadas.

Hidrogênio como fonte de energia limpa

O hidrogênio é o elemento químico mais presente na natureza. A Agência Internacional de Energia (AIE), apontou que a demanda global deste produto como combustível triplicou desde 1975, até chegar a 70 milhões de toneladas anuais em 2018. 

O verde é considerado uma fonte de energia limpa, pois sua utilização emite apenas vapor de água e não deixa resíduos no ar, como é o caso das fontes não renováveis: carvão e petróleo.

Vantagens e desvantagens

Listamos os principais pontos a serem considerados, a começar pelos positivos:

  • Segurança energética: Em períodos de elevada capacidade de geração de energia, eólica e solar, é possível produzir mais hidrogênio verde para utilizar nas épocas em que a geração é reduzida, assegurando o atendimento da demanda energética.

 

  • Estabilidade de preços em relação a constante flutuação dos valores dos combustíveis fósseis 

 

  • 100% sustentável, não emite gases poluentes durante a combustão e nem durante o processo de produção

 

  • Armazenável: permite sua utilização posterior em outros usos em momentos diferentes no processo de produção

 

  • Versátil: pode ser transformado em eletricidade ou combustíveis sintéticos, podendo ser utilizado por diferentes finalidades: industriais, comerciais, domésticas ou de mobilidade

 

  • Transportável: pode ser misturado ao gás natural em até 20% e utilizar os mesmos canais e infraestrutura (acima desta porcentagem exigiria modificações para tornar mais compatíveis). 

 

O uso do Hidrogênio Verde, 100% produzido a partir de fontes renováveis e livre de emissões de CO2, contribui para descarbonização da indústria e da economia brasileira, contribuindo com Desenvolvimento Sustentável.

 

Pontos a serem considerados como aspecto negativo:

  • Custo elevado e maior gasto de energia: O processo de eletrólise demanda uma grande quantidade de energia renovável, o que torna o hidrogênio verde um combustível mais caro comparado aos demais. 

 

  • Periculosidade: por se tratar de um elemento muito volátil e inflamável, exige maior cuidado com requisitos de segurança para evitar fugas e explosões.

 

Apesar dos altos valores, segundo um estudo da Agência Internacional de Energias Renováveis (Irena), o custo atual do hidrogênio verde pode cair de cerca de US$ 6 por quilo para US$ 1 a US$ 2 por quilo na década de 2030.

Novos métodos de produção

Como já mencionado, o processo de produção de Hidrogênio Verde a partir da eletrólise da água ainda requer altos investimentos.

Nesse cenário, especialistas estão desenvolvendo alternativas para substituir e/ou aprimorar este método produtivo, como eletrodos projetados e estruturados que dividem as moléculas de água sob a luz do Sol. Entre outros métodos que estão sendo estudados em todo o mundo.

Regulação do Hidrogênio na matriz energética brasileira

Tema pautado mundialmente, não passaria despercebido em nosso país. O Brasil é reconhecido internacionalmente como referência por sua matriz energética baseada em fontes renováveis.

Beneficiado pela abundância de sol (energia solar), vento (energia eólica) e espaço, além dos baixos custos de produção alcançados, características que revelam o grande potencial do país para produzir Hidrogênio Verde, que é considerado como uma peça-chave para redução das emissões de gases de efeito estufa.

Foi apresentado ao Senado Federal no fim de março, o projeto de lei 725/22 que insere o chamado hidrogênio verde na matriz energética brasileira e estabelece a necessidade de adicioná-lo aos gasodutos.

Percebe-se que atualmente há esforços dos governos, indústrias, empresas e sociedade civil pela transição energética eficiente. A inserção do hidrogênio verde na matriz energética é uma ótima oportunidade de geração de empregos e promoção do desenvolvimento sustentável.

Quanta Geração

A Quanta é uma empresa que se preocupa com o desenvolvimento sustentável e uma das responsáveis por promover essas ações no mercado. Oferecemos redução de custos de energia para nossos clientes através da geração de energia limpa e sustentável.

Conheça mais sobre as nossas soluções de Geração Distribuída e Mercado Livre.

Para saber mais acompanhe essa e outras matérias no nosso blog e também nas nossas redes sociais! Estamos no: Instagram, LinkedInYouTube.

Deixe uma resposta