Qual o impacto das fontes de energias não renováveis no mundo

Navegue pelo Conteúdo

As fontes de energia não renováveis (ou combustíveis fósseis) são aquelas produzidas por recursos que esgotam na natureza e, portanto, causam diversos impactos ambientais. E tem se tornado umas das grandes preocupações do século. 

Essa energia de origem orgânica (vegetal ou animal) é limitada e resulta de um processo de milhões de anos sob condições específicas de temperatura e pressão para se formarem na natureza. Ainda que atualmente se apresente em grandes quantidades, se esgotadas, essas reservas não podem ser regeneradas facilmente. Por isso, quanto mais utilizarmos as fontes de energia não renováveis, menos teremos em estoque total.

– Combustíveis fósseis

Os combustíveis fósseis são oriundos de restos orgânicos (animais e plantas). São eles: o petróleo, carvão mineral, xisto, betume e gás natural. Acompanhe abaixo os mais utilizados.

#1 Petróleo

O petróleo é uma substância oleosa e escura formada principalmente por hidrocarbonetos, que são moléculas de carbono e hidrogênio. A formação deste material se faz por sedimentação da matéria orgânica, depositada no fundo dos mares e oceanos durante milhões de anos.

O petróleo é matéria prima de muitos subprodutos como óleos no geral, gasolina, gás liquefeito de petróleo (GLP), gás natural, óleo diesel, asfalto, querosene, nafta petroquímica, solventes e etc.

#2 Gás Natural

De origem fóssil, resultado da decomposição de matéria orgânica fóssil, presente no interior da Terra, encontrado acumulado em rochas, geralmente acompanhado por petróleo, constituindo um reservatório. É composto por uma mistura de hidrocarbonetos leves, com predominância de metano.

#3 Carvão

O carvão mineral ou carvão fóssil é uma rocha preta, porosa e de fácil combustão. É formado a partir de restos vegetais, acumulados por milhões de anos, em um processo chamado de carbonificação. Este material é extraído por meio de mineração.

Existem quatro variedades de carvão mineral: turfa, linhito, hulha e antracito. Quanto maior o tempo de carbonificação, maior o teor de carbono e o poder energético do combustível.

– Combustíveis nucleares

A energia nuclear é oriunda do processo de fissão nuclear do urânio. As usinas nucleares são projetadas especialmente para o aproveitamento eficiente do calor gerado na fissão nuclear. Esta fonte é esgotável e não renovável e é considerada uma fonte de energia limpa, pois não produz gases de efeito estufa.

A geração de energia nuclear divide opiniões, uma vez que é um dos processos de geração de energia mais perigosos. Isso porque, após o aproveitamento da energia do urânio, o rejeito (material que sobra da reação química) deve ser armazenado para evitar contaminação das pessoas e do ambiente, visto que continua radioativo por longo tempo, ou seja, demoram cerca de 10 mil anos para serem considerados inativos. 

Outra preocupação é com possíveis acidentes de vazamento de radiação na usina, entretanto, essa possibilidade atualmente é reduzida devido ao avanço da tecnologia, que dispõe de diversos mecanismos de segurança.

– Impactos negativos

São muitos os impactos negativos gerados pelo uso destes combustíveis. Tanto pelas questões ambientais quanto para a saúde dos trabalhadores ligados com a extração.

  • A queima de combustíveis fósseis libera diversos gases nocivos que influenciam no aumento do efeito estufa e por consequência contribuem com o aquecimento global;
  • Geram contaminantes altamente tóxicos, eliminados no processo de refinamento;
  • Durante o processo de mineração e transporte do carvão, por exemplo, há riscos de incêndio e exposição humana a agentes cancerígenos e a altas temperaturas; 
  • Podem ocorrer vazamentos em plataformas de exploração petrolífera e gasodutos; assim como, derramamentos de navios petroleiro, alterando o meio ambiente; 
  • Além, de serem consideradas reservas finitas, de acordo com as pesquisas realizadas pela IEA (Agência Internacional de Energia), caso se mantenha o ritmo de consumo médio da última década, as jazidas de gás natural irão se esgotar em 100 anos.

Embora muito poluente, esses combustíveis de fonte de energias não renováveis são os mais utilizados, com destaque para o petróleo.

– Impactos positivos

  • As fontes não renováveis propiciam a segurança energética, uma vez que podem garantir o atendimento da demanda de energia quando há redução da geração por fontes renováveis;
  • Por possuírem um rendimento energético elevado (poucas perdas de energia no processo de transformação), as fontes não renováveis possuem geração mais previsível;
  • Por ser uma fonte amplamente utilizada no mundo há tanto tempo, há uma forte indústria que gera muitos empregos e possuem infraestrutura já consolidada para geração e distribuição dessa energia (usinas, dutos, ferrovias e rodovias);
  • As fontes não renováveis tem diversos tipos de uso na sociedade atual como geração de eletricidade, combustível para transportes de cargas e pessoas, aquecimento de casas, etc.

Logo, as fontes de energia não renováveis devem ser exploradas maneira racional, de modo que os recursos existentes sejam preservados; promovendo a eficiência no uso e investindo em ciência e tecnologia para o desenvolvimento de fontes renováveis (eólica, hidrelétrica, solar, entre outras) que possam substituir o uso constante das não renováveis.

Portanto, se faz necessário optar por fontes de energia renováveis, tanto pela busca do consumo consciente, preservação dos recursos naturais, saúde e bem-estar, quanto para atendimento do mercado, que tem se tornado cada vez mais exigente.

As fontes renováveis de energia são consideradas inesgotáveis, pois suas quantidades se renovam constantemente ao serem utilizadas. Essas fontes também são consideradas limpas, pois em comparação às fontes fósseis emitem menos gases de efeito estufa (GEE) e, portanto, estão crescendo no mercado brasileiro e mundial.

São exemplos de fontes renováveis: hídrica (energia da água), solar (energia do sol), eólica (energia do vento), biomassa (energia de matéria orgânica), geotérmica (energia do interior da Terra) e oceânica (energia das marés e das ondas).

A Quanta Geração é uma geradora e comercializadora de energia, geramos energia renovável através das nossas Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e Usinas Fotovoltaicas. Mas quais são as vantagens desses tipos de geração?

– Energia Hidrelétrica (PCHs)

Sim, a hidrelétrica é considerada uma fonte de energia renovável e uma das vantagens das PCHs é a fonte utilizada para gerar energia, no caso a água.

A utilização da água para movimentar as pás não a consome e nem gera poluentes ao longo do processo. Além disso, a água é presente em abundância na natureza e está em constante processo de renovação natural.

– Energia Solar

Trata-se de uma fonte de energia limpa, renovável, obtida pela luz do sol, portanto, considerada infinita e barata. A energia solar é uma fonte que converte a energia térmica dos raios solares em energia elétrica, por meio dos painéis solares. Sua infraestrutura é considerada um investimento.

A utilização desta fonte não traz danos para o ambiente e representa uma opção bastante viável. Sendo uma das formas limpas de produção de energia que mais cresce no mundo e uma das mais baratas entre as fontes de energia renovável.

A Quanta é uma grande aliada do desenvolvimento sustentável, pois viabiliza a economia dos gastos com a conta de luz de seus clientes sem investimentos, através da utilização de energia limpa e renovável mediante as soluções de Geração Distribuída e Mercado Livre

Quer saber mais sobre como levar mais sustentabilidade ao seu negócio? 

Navegue pelo nosso site. Acompanhe nosso blog e também nos siga nas redes sociais! Estamos no: Instagram, LinkedInYouTube.

Deixe uma resposta